ProdutosDúvidas na hora da compra? Conheça as diferenças das bolas Penalty

Dúvidas na hora da compra? Conheça as diferenças das bolas Penalty

Para te ajudar a escolher os melhores equipamentos para a prática esportiva, hoje o #EuSouPenalty trouxe dicas de como selecionar a bola para entrar nas quatro linhas com qualidade e performance.

Este conteúdo é uma pauta proposta pelo nosso parceiro Futebol Peneira, o maior portal divulgador de peneiras do Brasil, que publicou uma série de instruções para a escolha da bola ideal. Afinal, com a presença de centenas de modelos, com diferentes tamanhos e materiais, é comum ficar em dúvida na hora de escolher. Vamos lá!

As respostas para as seguintes perguntas podem te ajudar na hora de avaliar qual bola é apropriada para cada momento:

  • Qual a minha idade e o tamanho adequado?
  • Qual é o objetivo da compra da bola? (Lazer, treinamento ou campeonatos).
  • Defina o nível da bola desejada? (Iniciante, intermediária ou profissional).
  • Qual o tipo de piso que usarei para treinar ou jogar?
  • Qual o valor irei investir na compra do equipamento? 

ANATOMIA DA BOLA 

CÂMARA

A primeira camada é a câmara, antigamente chamada de bexiga, é a parte que armazena o ar e permite que a bola assuma sua geometria esférica e seja capaz de rolar. Ela é composta de dois principais tipos de materiais:

Látex: Apesar de sua excelência em proporcionar estabilidade à bola, reduzindo instabilidade no trajeto durante ações do jogo, esse tipo de câmara não mantém o ar por longo período de tempo, o que gera a necessidade de cuidados  constantes de calibragem. 

Borracha butílica: Oferece retenção de ar mais prolongada. Garantindo resistência da borracha sintética com a flexibilidade da borracha natural.

ENTRE A CÂMARA E A COBERTURA

Entre as camadas interna e externa, as bolas podem ser compostas por poliéster ou forro de algodão. Àquelas para uso amador, passam pelo mesmo processo das profissionais, mas com materiais de menor qualidade.

MATERIAIS DE COBERTURA

Ao longo do tempo, os materiais utilizados para a produção de equipamentos esportivos evoluíram bastante. Atualmente, os três principais tipos utilizados nas produções de bolas da Penalty são: 

Laminado sintético PVC: ideal para fase de formação do atleta e, durante treinamentos, devido à sua durabilidade. É a bola com melhor custo benefício.

Laminado sintético Poliuretano (PU): indicado para fases de competições, uma vez que desliza menos e permite maior controle da bola. É atualmente o material mais estudado e aplicado aos equipamentos considerados mais tecnológicos, com destaque para as bolas de futebol.

CONHEÇA OS NÍVEIS DISPONÍVEIS

É muito importante definir o nível da bola que você precisa, basicamente dividem-se em três níveis: iniciante (base), intermediária e profissional. O que muda é a tecnologia aplicada para o desenvolvimento do equipamento e a nobreza dos materiais utilizados na fabricação.

BOLA APROPRIADA PARA CADA PISO

Conhecer o tipo de piso que você utilizará para treinar ou jogar é um critério que pode ajudar na escolha.

As bolas são idealizadas de formas diferentes para o gramado natural, sintético e piso (seja emborrachado, terra ou cimento), diferindo os materiais escolhidos conforme a proposta de durabilidade, estabilidade e quique da bola.  

BOLAS COSTURADAS E BOLAS COLADAS

Antigamente, as bolas eram exclusivamente costuras à mão. No Brasil, a Penalty iniciou a produção de materiais costurados à máquina, na década 70. Além dessas formas de confecção, existem também às que têm seu gomos fixados com cola. Entenda as diferenças:

Bolas costuradas: os equipamentos costurados à mão, oferecem um desempenho inferior às costuradas à máquina, pois, são mais pesadas e com menos tecnologia.

Bolas coladas: A finalização com cola é menos encontrada e geralmente está relacionada à bolas de recreação.  

Termicamente moldada: TERMOTEC é uma tecnologia exclusiva da Penalty. Inovadora, essa técnica se destaca pela durabilidade, precisão e balanceamento. Oferece a mesma qualidade das bolas costuradas, mas com 0% de absorção de água.

ESCOLHA DOS TAMANHOS

É muito importante que a bola escolhida tenha o tamanho adequado, isso permitirá maior fluidez para o jogo.

Por exemplo, com uma bola muito pesada, o lançamento feito por uma criança fica comprometido. Outro ponto fundamental, é pensar nas questões relacionadas aos impactos físicos, com o tamanho correto a taxa de sobrecarga articular (joelhos, tornozelos, quadris) e, os riscos de lesões e dores musculares é menor.

Confira os tamanhos indicados para cada faixa etária:

Menores de 7 anos – Tamanho 3 – Circunferência entre 57 e 60 cm.

Entre 7 e 13 anos – Tamanho 4 – Circunferência entre 63 e 66 cm. 

Maiores de 13 anos – Tamanho 5  (bola indicada para adultos) – Circunferência entre 68 e 71 cm.

BOLA COM CERTIFICAÇÃO FIFA

Para os modelos profissionais, utilizadas em grandes campeonatos estaduais, nacionais e internacionais, existem algumas certificações que atestam a qualidade de equipamentos. Como os da FIFA (Federação Internacional de Futebol):  FIFA Pro e FIFA Quality. Sendo avaliadas as seguintes características: peso, tamanho, circunferência, métricas de estabilidade, quique, absorção de água e pressão.

As bolas Penalty que contam com o selo FIFA de qualidade são: a Bola Campo Penalty S11 ECOKNIT X e a Bola Futsal Penalty MAX 1000.

Gostou das dicas do #EuSouPenalty? Agora, ficou mais fácil de selecionar o modelo que você precisa. Conheça nosso site e escolha a bola ideal para seu treino, jogo ou brincadeiras com os amigos.